Mensagem para George Harrison
Discografia Brasileira
Discos no Mundo
Raridades em estéreo
Curiosidades Fonográficas
Instrumentos
Os Livros
Entrevistas
George Martin no Brasil
Vídeos

CLIQUE NOS ÍCONES ACIMA PARA ACESSAR A REDE

OU VOLTE AO INÍCIO

 

 

RARIDADES EM ESTÉREO

 

      Durante os anos 60, a maioria dos lançamentos dos Beatles, no Brasil, era em mono. Apesar de várias canções terem sido mixadas em estéreo pelo produtor George Martin e lançadas em coletâneas, a Odeon deixou de brindar os colecionadores brasileiros com estas gravações.

      Em muitas ocasiões, a versão mono e estéreo eram completamente diferentes.

      Muitos instrumentos dos primeiros LPs ficavam "encobertos" nas gravações monofônicas, devido ao processo de "sobreposições ou overdubs" (várias gravações na mesma pista da fita, visando abrir espaços para novos instrumentos/vozes). Os discos em estéreo "revelaram" muitas facetas ocultas nas músicas dos Beatles.

      Mas, infelizmente, algumas músicas nunca foram lançadas em estéreo no Brasil. E como os lançamentos oficiais em CD seguiram ordem expressa dos Beatles de colocar em mono os quatro primeiros discos, ficamos sem o prazer de ouvir diversas canções mixadas por George Martin.

      Mas, a partir de 2009 tudo mudou! Os Beatles e a Apple decidiram pela remasterização de todo o seu catálogo, para um lançamento mundial sem precedentes. Após um árduo trabalho, os discos foram trazidos de volta em sua forma "definitiva".

      Foram duas caixas: "The Beatles", preta e com 16 CDs em estéreo, e a "The Beatles in Mono", branca e com 13 CDs. Os discos em estéreo podem ser comprados separadamente. Os mono estão disponíveis apenas na caixa.

      Abaixo, as diferenças existentes entre algumas músicas e onde foram lançadas originalmente. Os comentários adicionais, em laranja, ao meu texto, são de autoria do pesquisador Leonardo Conde de Alencar.

 

   Apenas serão focados os lançamentos originais brasileiros até 1970.

Não esqueça de visitar nossa página sobre a "Discografia Brasileira", para conhecer os discos originalmente lançados no Brasil na década de 1960.


01 - LP: Please Please Me
      Este disco inicialmente foi lançado no Brasil distribuído em um compacto-simples, três compactos-duplos e três LPs ("Beatlemania", "The Beatles Again" e "Help!"). Todos em mono.

      Em 1975 foi lançado exatamente como o original inglês, em estéreo.

      Não esquecer que, fazendo parte deste LP estavam as músicas "Love Me Do" e "P.S. I Love You", que nunca foram mixadas em estéreo

      As duas versões do disco estão disponíveis a partir de 2009 nas caixas.

    A música no compacto está com o mix mono original inglês.

    Já no compacto-duplo "Twist And Shout", acontece uma curiosidade: "Twist And Shout" está em falso-mono e as outras três aparecem nos seus mixes mono originais ingleses. Nota-se que em "Twist And Shout" os instrumentos estão bem mais altos do que os vocais, o que significa que na junção dos canais estéreo aproveitou-se uns 60% do canal esquerdo e 40% do direito.

    A grande curiosidade ficou para o compacto-duplo "I Want To Hold Your Hand", que traz a versão de "Love Me Do" com Ringo na bateria, que ficaria inédita até os Anos 1980 em vários países do mundo inclusive nos EUA.

    O LP "The Beatles Again" traz somente mixes mono originais ingleses, com exceção de uma música, " Baby It's You", que vem numa mixagem que é pra mim um tremendo mistério.

    Explico: a versão mono original (que está no CD "Please Please Me") termina exatamente quando John canta a frase "come on home". Já a estéreo é alguns segundos mais longa, termina quando John diz "'cause baby it's you". E a versão do "The Beatles Again" é um meio-termo, ela termina com John dizendo "cause baby".

    Bem, a primeira coisa que eu pensei é que se tratasse do mix estéreo cortado um pouco antes, o que seria o mais plausível. Só que ao ouvi-la com bastante atenção percebe-se que a sonoridade é idêntica à da versão mono (obs: quando se juntam os dois canais do estéreo a sonoridade nunca fica idêntica à do mono). Assim, permanece o mistério: da onde a Odeon foi buscar esse mix?

    Para a descrição de "I Saw Her Standing There", que está no disco "Beatlemania", veja o "With The Beatles" logo abaixo.

    Já as três músicas presentes no disco "Help!" são todas com mixes originais mono ingleses. "Ask Me Why" está presente com o mix do LP "Please Please Me" (obs: o mix mono de "Ask Me Why" do compacto inglês é completamente diferente do mix mono do LP. O mix do compacto tem os vocais totalmente sem eco.

    Os álbuns "Beatlemania", "The Beatles Again" e "Help!" foram relançados no final dos Anos 1960 em falso-estéreo, ou seja graves de um lado, agudos do outro, (SMOFB 274, SMOFB 287 e SMOFB 333).

 

02 - CS From Me To You / Thank You Girl
      Este disco inicialmente foi lançado no Brasil distribuído em um compacto-simples e dois LPs ("The Beatles Again" e "Help!"). Todos em mono.

      O lado A foi lançado, em estéreo, nos LPs "A Collection Of Beatles Oldies..." e "The Beatles 1962-1966" (1973).

      Até o lançamento das novas caixas, apenas "From Me To You" podia ser encontrada em estéreo, nos CDs "The Beatles 1962-1966" e "Past Masters Voume One". "Thank You Girl" nunca havia sido lançada em estéreo no Brasil.

      As duas músicas foram lançadas no Brasil na década de 1960 com os mixes mono originais ingleses, sem nenhuma diferença, tanto no compacto como nos LPS.

      A versão em estéreo do LP "A Collection Of Beatles Oldies..." (SBTL 1003), foi mixada especialmente para o disco.

 

03 - CS: She Loves You / I´ll Get You
      
Este disco inicialmente foi lançado no Brasil distribuído em um compacto-simples e dois LPs ("Beatlemania" e "The Beatles Again"). Todos em mono.

      Estas músicas nunca foram mixadas em estéreo. Apenas versões "fake-stereo" foram editadas ao longo dos anos

      As duas músicas foram lançadas no Brasil, na década de 1960, com os mixes mono originais ingleses, sem diferenças.

04 - LP: With The Beatles
      As músicas deste disco foram lançadas no Brasil em um compacto-duplo e dois LPs ("Beatlemania" e "Beatles Again". Todos em mono.

      A versão inglesa do álbum foi lançada em 1975, com a palavra Stereo em destaque na capa. Mas a primeira edição disco estava todo em mono! A segunda edição veio em estéreo real. A terceira, igualmente lançada no mesmo ano, tinha o lado A da primeira edição e o lado B da segunda!

      Estas novas diferenças serão vistas em futura página sobre a discografia brasileira depois de 1970!

      Apenas as músicas "All My Loving", "Money (That´s What I Want)", "Till There Was You", "I Wanna Be Your Man" e "Roll Over Beethoven" foram lançadas em estéreo, nos LPs "The Beatles 1962-1966" (1973) , "Rock And Roll Music" (1976) e "The Beatles Ballads" (1980).

      Até 2009 , apenas a música "All My Loving" podia ser encontrada em estéreo, no CD "The Beatles 1962-1966", conhecido como "Red Album".   

    O compacto-duplo veio com os mixes mono originais ingleses.

    Todas as faixas destes dois álbuns estão em seus mixes mono originais ingleses. A prensagem original do "Beatlemania" (escrito "Alta fidelidade" no selo) está normal, porém as prensagens posteriores (escrito "Mono" no selo) têm todas as músicas, com exceção das duas que abrem os lados, "I Want To Hold Your Hand" e "She Loves You", em rotação acelerada.

    Esse LP foi lançado em falso-estéreo no final dos Anos 1960 (SMOFB 274). Era o falso-estéreo tradicional brasileiro, ou seja: graves à esquerda e agudos à direita. Se bem que com um pequeno diferencial: as músicas originais do álbum "With the Beatles" também ganharam um reverb (eco). Era a Odeon dando uma de Capitol! O mais absurdo de tudo é que esse tipo de som era muito pior do que o próprio mono. É só comparar que você concordará comigo.

    A versão falso-estéreo pelo menos trouxe as 10 músicas que tinham sido aceleradas de volta à sua velocidade normal. Outro fato interessante desse disco é que a Odeon adaptou o texto original de Tony Barrow do LP With the Beatles à versão nacional, escrevendo algumas coisas que ele nem sequer havia dito!...e ainda traduziram "bass-guitar" como "guitarra-baixa".

    Já o "Beatles Again" também foi relançado em falso-estéreo (SMOFB 287), graves num lado e agudos do outro, no final da década de 1960 onde as três músicas originais do "With the Beatles" também ganharam um reverb extra (percebe-se isso com mais clareza em "All My Loving").

 

05 - CS: I Want To Hold Your Hand / This Boy
      As músicas deste disco foram lançadas no Brasil em dois compactos- simples, um compacto-duplo e dois LPs ("Beatlemania" e "A Collection of Beatles Oldies...". Todos em mono.

      A música "I Want To Hold Your Hand" foi lançada, em estéreo, nos LPs "A Collection Of Beatles Oldies..." e "The Beatles 1962-1966" (1973) .

      Em CD, ambas estavam disponíveis no "Past Masters Volume One" .

      Atualmente as duas músicas estão nas versões estéreo e mono do Cd "Past Masters - Volume One".

    Os lançamentos originais na década de 1960 trouxeram seus mixes mono originais ingleses.

    A versão em estéreo do LP "A Collection Of Beatles Oldies..." (SBTL 1003), foi mixada especialmente para o disco.

 

06 - CS: Komm, Gib Mir Deine Hand / Sie Liebt Dich
      As músicas deste disco, versões em alemão de "I Want To Hold Your Hand" e "She Loves You", nunca foram lançadas no Brasil durante a década de 1960.

      Foram lançadas, em estéreo, no LP "Rarities" (1979).

      Até 2009 podiam ser encontradas, em mono, no CD "Past Masters - Volume One".

      Hoje estão nas duas versões das caixas.

 

07 - CD: Long Tall Sally / I Call Your Name / Slow Down / Matchbox
      As músicas deste disco, foram lançadas no Brasil, em mono, distribuídas em um compacto-simples e dois LPs ("Ídolos da Juventude" e "Juventude em Brasa").

      Em estéreo, foram lançadas no LP "Rock And Roll Music" (1976).

      Até 2009 podiam ser encontradas, em estéreo, no CD "Past Masters - Volume One".

      Hoje estão nas duas versões das caixas.

    As quatro músicas foram lançadas na década de 1960 com os mixes mono originais ingleses.

 

08 - LP: A Hard Day´s Night
      As músicas dste disco foram lançadas no Brasil, em mono, em um compacto-simples, um compacto-duplo e no LP com título "Os Reis Do Ié-Ié-Ié".

      Em 1975 foi relançado, dentro da série original inglesa, novamente em mono, apesar da palavra Stereo estar na capa.

      As músicas "A Hard Day´s Night" "I Should Have Known Better"," If I Fell", "And I Love Her", "Can´t Buy Me Love", "Any Time At All", "You Can´t Do That" e "I´ll Be Back" foram lançadas no Brasil, em estéreo, nos LPs "A Collection of Beatles Oldies...", "Hey Jude" (1970) , "The Beatles 1962-1966" (1973) , "Rock And Roll Music" (1976) , "Love Songs" (1977) , "The Beatles Ballads" (1980) e "Reel Music" (1982) .

      Até 2009 , apenas as músicas "Can´t Buy Me Love", "A Hard Day´s Night" e "And I Love Her" podiam ser encontradas em estéreo, no CD "The Beatles 1962-1966", conhecido como "Red Album".

      As demais músicas do disco, "I´m Happy Just To Dance With You", "Tell Me Why", "I´ll Cry Instead", "Things We Said Today" e "When I Get Home" nunca haviam sido lançadas em estéreo no Brasil.

      Hoje o disco está nas duas versões das caixas.

      O compacto-simples e o compacto-duplo trouxeram os mixes mono originais ingleses.

      Para esse LP a Odeon utilizou o master mono inglês original, um fato que iria se tornar raridade mais tarde.

      Assim como os dois primeiros LPs brasileiros, ele foi relançado em falso-estéreo no final da década (SMOFB 299, com um som horrível por sinal).

      Nesse ponto cabe uma pergunta: por que a Odeon não relançou esse álbum e também os dois primeiros em estéreo verdadeiro como o fez com vários outros álbuns dos Beatles? Simples, é porque a gravadora brasileira não possuía as versões estéreo desses discos. Se você observar bem verá que a Odeon só relançou em estéreo verdadeiro no final dos Anos 1960 os discos que tinham sido lançados em falso-mono, ou seja, os LPs dos quais eles possuíam as matrizes estéreo (e que obviamente serviram de base para as versões falso-mono).

      Ora, não seria mais simples (além de um upgrade na qualidade sonora) requisitar à EMI inglesa novos masters??? Pelo jeito não, pois o LP "Os Reis do Ié Ié Ié" acabaria nunca sendo editado em estéreo verdadeiro aqui no Brasil.

      Nem mesmo quando a Odeon lançou os LPs "Please Please Me" e "With The Beatles" (que traziam músicas dos dois primeiros LPs brasileiros) em estéreo verdadeiro.

      O compacto-simples e o compacto-duplo trouxeram os mixes mono originais ingleses.

 

09 - CS: I Feel Fine / She´s A Woman
      O lado A foi lançado no Brasil, em mono, distribuído em um compacto-simples e três LPs ("O Mundo Em Suas Mãos", "Help!" e "A Collection Of Beatles Oldies...").

      Depois seria lançado em estéreo, nos LPs "A Collection Of Beatles Oldies..." e "The Beatles 1962-1966" (1973) .

      O Lado B, inédito no Brasil na década de 1960, foi lançado, em estéreo, no LP "Rock And Roll Music". (1976).

      Até 2009, as duas músicas podiam ser encontradas em estéreo nos CDs "The Beatles 1962-1966", conhecido como "Red Album", e "Past Masters - Volume One".

       A versão do compacto-simples usou o mix mono original inglês.

       Já para os LPs, nas versões mono, foi usado o mesmo mix original inglês.

       A versão em estéreo de "Help!" (SMOFB 333) é na verdade "falso estéreo". Já o "A Collection Of Beatles Oldies..." (SBTL 1003), usou mix estéreo feito especialmente para ele.

 

10 - LP: Beatles For Sale
      Este disco foi lançado no Brasil, em mono e estéreo, distribuído em um compacto-simples e dois LPs ("The Beatles 65" e "Ídolos da Juventude Vol.2").

      Em 1975, a versão inglesa, em estéreo, foi finalmente lançada, trazendo as duas músicas que foram retiradas do LP original, que eram inéditas no Brasil por 11 anos: "Baby's In Black" e "Every Little Thing".

      Além dela, as músicas "Eight Days A Week", "Rock And Roll Music", "Kansas City", "Everybody´s Trying To Be My Baby", "I´ll Follow The Sun", "Words Of Love" e "Every Little Thing" também foram lançadas, em estéreo, nos discos "The Beatles 1962-1966" (1973), "Rock And Roll Music" (1976) , "Love Songs" (1977) e "The Beatles Ballads" (1980).

      Até 2009 , apenas a música "Eight Days A Week" podia ser encontrada em estéreo, no CD "The Beatles 1962-1966", conhecido como "Red Album".

    Para fazer esse disco a Odeon utilizou o master estéreo do "Beatles For Sale" combinando os dois canais em mono.

    Foi finalmente lançado em estéreo verdadeiro no final dos Anos 1960 (SMOFB 317). Um milagre!

 

11 - CS: Ticket To Ride / Yes It Is
      O lado A foi lançado no Brasil, em mono, distribuído em um compacto-simples e três LPs ("Ídolos da Juventude Vol.2", "Help!" e "A Collection of Beatles Oldies..").

      Depois seria lançado em estéreo, nos LPs "A Collection of Beatles Oldies...", "The Beatles 1962-1966" (1973) e "Reel Music" (1982).

      O Lado B foi lançado, em mono, em um compacto-duplo. Ela só foi lançada em vinil estéreo, no Brasil, no disco "Love Songs" (1977).

      Até 2009, as duas músicas podiam ser encontradas em estéreo nos CDs "The Beatles 1962-1966", conhecido como "Red Album", e "Past Masters - Volume One".

       As versões em mono do compacto-simples, compacto-duplo e da primeira coletânea, usaram os mixes mono originais ingleses.

       Já na versão mono de "Ticket To Ride" usada nos LPs "Help!" e "A Collection Of Beatles Oldies..." usaram o mix duofônico (o tradicional da Capitol: graves num lado, agudos no outro, muito eco e um delay (atraso) entre os dois canais). E quando esse mix foi transformado em mono o resultado foi desastroso, resultando em som de "rádio de pilha".

       A versão em estéreo do LP "Help!" (SMOFB 333) ficou pior ainda, um falso-estéreo feito a partir de uma versão falso-mono feita a partir de uma versão falso-estéreo feita a partir de uma versão mono"....ufa! Sugiro ler novamente.

       A versão em estéreo do disco "A Collection Of Beatles Oldies..." (SBTL 1003), usou mix estéreo feito especialmente para ele.

 

12 - CS: Help! / I´m Down
      As duas músicas foram lançadas no Brasil, em mono, distribuídos em um compacto-duplo e dois LPs ("Help!" e "A Collection of Beatles Oldies..").

      Depois, as duas seriam lançadas, em estéreo, nos LPs "A Collection of Beatles Oldies...", "The Beatles 1962-1966" (1973) , "Rock And Roll Music" (1977) e "Reel Music" (1982).

      Até 2009, as duas músicas podiam ser encontradas em estéreo nos CDs "The Beatles 1962-1966", conhecido como "Red Album", e "Past Masters - Volume One".


      As duas músicas no compacto-duplo "Help!" usaram os mixes mono originais inglesas, do mais recente compacto-simples. Lembrete: a versão mono de "Help!" traz os vocais completamente diferentes dos vocais presentes na versão stereo.

      Já a versão de "Help!" no LP brasileiro não era a original inglesa. Como veremos com calma na resenha do LP aqui embaixo, a Odeon usou o master do álbum "Help!" americano na criação da versão brasileira. A nossa "Help!" no LP veio com a famosa "Introdução James Bond", que muitos achavam fazer parte da música original dos Beatles.

      Com isso, mais uma versão "falso-mono" foi lançada no Brasil. E quando o LP foi lançado em estéreo (SMOFB 333), outro "falso-estéreo" era despejado em cima dos colecionadores brasileiros.

      Já o LP "A Collection Of Beatles Oldies..." usou o mesmo mix americano, tanto na versão mono como na estéreo (SBTL 1003), com a "Introdução James Bond".

 

13 - LP: Help!
      Este disco foi lançado no Brasil, em mono, distribuído em três compacto-simples, três compactos-duplos e três LPs ("Ídolos da Juventude Vol.2", "Help!" e "A Collection Of Beatles Oldies...".

      Em 1975, a versão inglesa, em estéreo, foi finalmente lançada.

      Além dela, as músicas "Help!", "The Night Before", "Ticket To Ride", "You´ve Got To Hide Your Love Away", "I Need You", "You´re Going To Lose That Girl", "Dizzy Miss Lizzie", "Yesterday", "Tell Me What You See" e "It´s Only Love" também foram lançadas, em estéreo, nos discos "A Collection of Beatles Oldies...', "The Beatles 1962-1966" (1973) , "Rock And Roll Music" (1976) , "Love Songs" (1977) e "The Beatles Ballads" (1980).

      Até 2009 , o CD "Help!" estava em estéreo, assim como as músicas "Help!", "You´ve Got To Hide Your Love Away", "Ticket To Ride" e "Yesterday" podiam ser encontradas em estéreo, no CD "The Beatles 1962-1966", conhecido como "Red Album".

       Todas músicas nos compactos-simples usaram os mixes monos originais ingleses.

       Já nos compactos-duplos, algumas diferenças: no disco "You Like Me Too Much", as quatro faixas são apresentadas nos seus mixes mono originais, mas ao que parece a fonte utilizada pela Odeon não foram os masters ingleses e sim o master do LP Americano "Beatles VI". Isso porque os mixes dessas faixas no "Beatles VI" mono estão com som mais abafado. No LP "Help!" Inglês (e no compacto Inglês, no caso de "Yes It Is") essas músicas estão com o som bem mais aberto, mais claro.

       E esse compacto duplo tem a sonoridade mais para o "Beatles VI" do que para o "Help!" Inglês.

       Outro indício é que no mix mono Inglês de "Dizzy Miss Lizzy" há uma pequena falha aos 0:50, exatamente entre as palavras "miss" e "Lizzy". E no "Beatles V" essa falha não existe (apesar de se tratar do mesmíssimo mix), assim como no compacto duplo brasileiro.

       O compacto-duplo "Yesterday" usou os mixes monos originais ingleses.

       A primeira coletânea usou o mix mono original de "Ticket To Ride".

       O LP "Help!" brasileiro trouxe uma mudança no esquema da Odeon. Ao invés de utilizarem masters ingleses como era comum, usaram o master do álbum "Help!" Americano na criação da versão brasileira.

       O master que a Odeon utilizou foi o mono, mas não pense você que dessa vez os mixes seriam originais, pois a Capitol por sua vez fez o master mono desse LP a partir do estéreo combinando os canais. Assim, a versão brasileira também traz as músicas do filme em falso-mono.

       Entretanto, as cinco faixas que completaram o LP brasileiro são todos mixes originais mono ingleses.

        "Ask Me Why" está presente no mix do LP "Please Please Me" (obs: o mix mono de "Ask Me Why" do compacto Inglês é completamente diferente do mix mono do LP. O mix do single tem os vocais totalmente sem eco. Quando a Apple lançou a caixa "Singles Collection" erroneamente incluiu o mix do álbum).

       "Ticket to Ride" está com um som horrível, parecendo que você a está ouvindo num radinho-de-pilha. Isso se explica pelo seguinte: a versão de "Ticket to Ride" que saiu na versão estéreo do LP "Help!" Americano é na verdade um mix duofônico (o tradicional da Capitol: graves num lado, agudos no outro, muito eco e um delay (atraso) entre os dois canais). E quando esse mix foi transformado em mono o resultado foi desastroso. Só ouvindo pra entender!

       Mas a culpa não foi da Odeon, afinal eles usaram o master mono feito pela Capitol. Mas de qualquer modo os engenheiros daqui deveriam ter ouvido e percebido que o som era muito ruim e substituído pelo mix do compacto, não é?.

       Esse álbum também foi relançado no final dos Anos 60 em falso-estéreo (SMOFB 333). E nessa versão aconteceu algo muito engraçado: "Ticket To Ride" apareceu numa versão "falso-estéreo feita a partir de uma versão falso-mono feita a partir de uma versão falso-estéreo feita a partir de uma versão mono"....Sugiro ler novamente....

       Já o LP "A Collection Of Beatles Oldies..." usou o mesmo mix americano de "Help!", tanto na versão mono como na estéreo (SBTL 1003), com a "Introdução James Bond".

 

14 - CS: Day Tripper / We Can Work It Out
      As duas músicas foram lançadas no Brasil, em mono, em um compacto-simples e um LP ("A Collection Of Beatles Oldies...").

      Depois, seriam lançadas, em estéreo, nos LPs "A Collection of Beatles Oldies..." e "The Beatles 1962-1966" (1973).

      Até 2009, as duas músicas podiam ser encontradas em estéreo nos CDs "The Beatles 1962-1966", conhecido como "Red Album", e "Past Masters - Volume Two".

       No compacto as duas músicas estão nos seus mixes mono originais ingleses.

       No LP "A Collection Of Beatles Oldies..." mono, os mesmos mixes mono originais foram usados. Na versão em estéreo (SBTL 1003), os novos mixes em estéreo foram usados.

 

15 - LP: Rubber Soul
      Este disco foi lançado no Brasil, em mono, distribuído em um compacto-simples e um LP ("Rubber Soul").

      Em 1975, no lançamento da coleção inglesa, o disco foi lançado com a palavra "Stereo" grafada. Mas, novamente, mais um disco em mono.

      As músicas "Drive My Car", "Norwegian Wood", "Nowhere Man", "Michele", "In My Life" e "Girl" foram lançadas, em estéreo, nos discos "A Collection of Beatles Oldies", "The Beatles 1962-1966" (1973), "Rock And Roll Music" (1976), "Love Songs" (1977) e "The Beatles Ballads" (1980).

      Até 2009 , o CD "Rubber Soul" estava em estéreo, assim como as músicas "Drive My Car", "Norwegian Wood", "Nowhere Man", "Michele", "In My Life" e "Girl" podiam ser encontradas em estéreo, no CD "The Beatles 1962-1966", conhecido como "Red Album"

       No compacto foi usado o mix mono original Inglês.

       O LP foi lançado com mix mono original Inglês. Infelizmente isso acabou sendo uma faca-de-dois-gumes. Se por um lado foi bom a Odeon brindar os fãs com a versão mono original do disco, isso fez também com que a Odeon acabasse por nunca lançar esse álbum em estéreo até o lançamento dos álbuns remasterizados.

       Nota: a versão remasterizada de "Rubber Sou"l é uma remixagem feita por George Martin em 1987. A mixagem stereo original de 1965, entretanto, jamais foi lançada aqui, já que, como falei anteriormente, somente os álbuns que haviam sido lançados em falso-mono foram relançados em estéreo verdadeiro no final dos Anos 1960.

       A Odeon relançou Rubber Soul em falso-estéreo (graves à direita, agudos à esquerda) no final da década (SBTL 1001) e, como sempre, essa edição tinha o som pavoroso, muito ruim mesmo.

 

16 - LP: Revolver
      Este disco foi lançado no Brasil, em mono, distribuído em um compacto-simples e um LP ("Revolver").

      As músicas "Taxman", "Eleanor Rigby ", "Here, There and Everywhere", "Yellow Submarine", "For No One" e "Got To Get You Into My Life", foram lançadas, em estéreo, nos discos "A Collection of Beatles Oldies", "The Beatles 1962-1966" (1973), "Rock And Roll Music" (1976), "Love Songs" (1977), "The Beatles Ballads" (1980) e "Reel Music (1982).

      Até 2009 , o CD "Revolver" estava em estéreo, assim como as músicas "Eleanor Rigby" e "Yellow Submarine" podiam ser encontradas em estéreo, no CD "The Beatles 1962-1966", conhecido como "Red Album"

       No compacto foi usado o mix em falso-mono (os dois canais do estéreo combinados em mono). Assim você não ouvirá John falando "A life of ease" em "Yellow Submarine".

       O LP foi lançado também em falso-mono.

       Lançado em estéreo verdadeiro no final da década de 1960 (SBTL 1002).

 

17 - LP: A Collection Of Beatles Oldies...But Goldies
"

       No Esse talvez seja um dos lançamentos brasileiros mais interessantes. Isso porque nesse caso a Odeon não utilizou nem a versão mono e nem a versão estéreo originais.

       Em vez disso, eles usaram para cada faixa as matrizes disponíveis no mercado brasileiro. A única exceção foi Bad Boy", que apareceu no seu mix mono original.

       Assim, a versão brasileira do "Oldies" foi uma mistura de mixes mono e falso-mono. E mais interessante ainda: foi a única versão do "Oldies" no mundo inteiro a incluir "Help"! com a "Introdução James Bond"

Os mixes usados na edição mono brasileira foram os seguintes:

"She Loves You": compacto, compacto-duplo e "Beatlemania", portanto, o mix original mono
"From Me To You": compacto e "The Beatles Again", portanto, o mix original mono
"We Can Work It Out": compacto, portanto, o mix original mono
"Help!": "Help!", portanto, falso-mono americano (com intro James Bond)
"Michelle": compacto e "Rubber Soul", portanto, o mix original mono
"Yesterday": compacto e compacto-duplo, portanto, o mix original mono
"I Feel Fine": compacto e "Help!", portanto, o mix original mono
"Yellow Submarine": compacto e "Revolver", portanto, falso-mono
"Can't Buy Me Love": compacto-duplo e "Os Reis do Ié, Ié, Ié", portanto, o mix original mono
"Bad Boy": mono mix original
"Day Tripper": compacto, portanto, o mix original mono
"A Hard Day's Night": compacto, compacto-duplo e "Os Reis do Ié, Ié, Ié", portanto, o mix original mono
"Ticket to Ride": "Help!", portanto, falso-mono americano (a Odeon também dispunha do mix mono original dessa música, o que saiu no compacto, mas preferiram esse mix terrível...)
"Paperback Writer": compacto, portanto, o mix original mono
"Eleanor Rigby": compacto e "Revolver", portanto, falso-mono
"I Want to Hold Your Hand": compacto, compacto-duplo e "Beatlemania", portanto, o mix original mono

       Esse álbum foi relançado em estéreo verdadeiro no final dos Anos 1960 (SBTL 1003). Aí fica difícil de entender o critério da Odeon nos relançamentos. Bem, eles não possuíam o master estéreo desse LP na época de seu lançamento (1967). E se fossem seguir a regra, o disco deveria ser relançado em falso-estéreo. Mas no caso do "Oldies" o relançamento foi em estéreo verdadeiro. Isso demonstra que a Odeon deve ter requisitado à EMI inglesa uma cópia do master stereo.

       Aí vem a pergunta: por que então não requisitaram também masters estéreo do "A Hard Day's Night" e do "Rubber Soul"?

       Bem, a versão estéreo brasileira do "Oldies" é, portanto, igual à versão stereo inglesa. "She Loves You", cuja mixagem original estéreo foi perdida pelos funcionários do Abbey Road, saiu num mix falso-estéreo feito a partir do master do compacto-simples.

       Detalhe: esse mix, feito em 1966 especialmente para o "Oldies", não é o mesmo que saiu na versão falso-estéreo do "Beatlemania". As músicas "From Me To You", "Day Tripper", "We Can Work It Out", "I Want to Hold Your Hand", "I Feel Fine" e "Paperback Writer" foram mixadas em estéreo especialmente para esse lançamento. "Bad Boy" saiu no mesmo mix do álbum "Beatles VI". E todas as outras faixas saíram nos mixes estéreo dos seus respectivos LPs.

 

18 -CS: Strawberry Fields Forever / Penny Lane
      As duas músicas foram lançadas no Brasil, em mono, em um compacto-simples e um compacto duplo.

      Depois, seriam lançadas, em estéreo, nos LPs "The Beatles 1967-1970" (1973) e "Magical Mystery Tour" (1976).

      Até 2009, as duas músicas podiam ser encontradas em estéreo nos CDs "The Beatles 1967-1970", conhecido como "Blue Album", e "Magical Mystery Tour".

       A primeira faixa está em sua versão mono original inglesa. "Penny Lane" também é o mix mono original Inglês só que com a famosa edição da frase "in summer".

       Meu amigo e grande pesquisador e colecionador carioca Marco Antonio Barrozo conta que conheceu o engenheiro de som da Odeon que disse ser o responsável por essa "proeza" e este lhe disse que a fita enviada pela EMI inglesa foi mastigada pelo gravador da Odeon no ponto onde houve a edição e ele, sem tempo para pedir outra cópia à matriz inglesa, consertou-a da melhor maneira possível, ou seja, que ficasse menos óbvio que ali havia um corte. E ao que parece foi bem sucedido, pois se hoje em dia depois de termos escutado essa música umas duzentas mil vezes parece-nos um corte abrupto, na época todo mundo aqui no Brasil achava que a música tinha sido gravada assim mesmo!

       Pergunte aos que viveram à época....

 

19 - LP: Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band
      Este disco foi lançado no Brasil, em mono, no LP ("Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band").

      As músicas "Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band ", "With A Little Help From My Friends", "Lucy In The Sky With Diamonds", "A Day In The Life" e "She's Leaving Home " foram lançadas, em estéreo, nos discos "The Beatles 1967-1970" (1973) e "The Beatles Ballads" (1980).

      Até 2009, o CD "Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band" estava em estéreo, assim como as músicas "Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band ", "With A Little Help From My Friends", "Lucy In The Sky With Diamonds" e "A Day In The Life" podiam ser encontradas em estéreo, no CD "The Beatles 1967-1970", conhecido como "Blue Album"

       Assim como o álbum anterior, "Sgt Pepper" também saiu no Brasil em falso-mono.

       E também foi relançado em estéreo verdadeiro no final dos Anos 1960 (SBTX 1004). A versão brasileira foi feita a partir do master Inglês e assim também vinha com o misterioso trecho gravado no sulco central do lado 2, o que deixou muitos brasileiros na época sem entender nada...

 

20 - CS: All You Need Is Love / Baby You're A Rich Man
      Este disco foi lançado no Brasil, em mono, em um compacto-simples e um LP ("Yellow Submarine").

      O lado A foi lançado em estéreo nos discos "The Beatles 1967-1970" (1973), "Magical Mystery Tour" (1976), e "Reel Music" (1862). O lado B foi lançado em estéreo nos LPs "Beatles Forever" (1972) e "Magical Mystery Tour" (1976).

      Até 2009 as duas músicas podiam ser encontradas em estéreo, nos CDs "Magical Mystery Tour", "Yellow Submarine" e "The Beatles 1967-1970", conhecido como "Blue Album".

       As duas músicas foram lançadas com os mixes mono originais Ingleses.



21 - CS: Hello Goodbye / I Am The Walrus
      Este disco foi lançado no Brasil, em mono, em um compacto-simples e um compacto-duplo.

      As músicas foram lançadas em estéreo nos discos "The Beatles 1967-1970" (1973) e "Magical Mystery Tour" (1976).

      Até 2009 as duas músicas podiam ser encontradas em estéreo, nos CDs "Magical Mystery Tour" e "The Beatles 1967-1970", conhecido como "Blue Album".

       As duas músicas foram lançadas com os mixes mono originais Ingleses no compacto-simples.

       No compacto-duplo, o lado B estava em "falso-mono".

23 - CD: Magical Mystery Tour
      Este disco foi lançado no Brasil, em mono, em uma edição com dois compactos-duplos.

      As músicas "Blue Jay Way", "Your Mother Should Know", "The Fool On The Hill", "I Am The Walrus" e "Magical Mystery Tour" foram lançadas em estéreo nos discos "The Beatles Forever" (1972), "The Beatles 1967-1970" (1973) e "Magical Mystery Tour" (1976).

      Até 2009 as músicas podiam ser encontradas em estéreo, nos CDs "Magical Mystery Tour" e "The Beatles 1967-1970", conhecido como "Blue Album".

       "Magical Mystery Tour" foi o primeiro compacto-duplo inglês a sair em mono e em estéreo.

       Aqui no Brasil em vez de importarem o master mono, mais uma vez trouxeram a fita master estéreo e a transformaram em mono, como já estava ficando comum.

       É difícil de entender porque isso acontecia já que se supõe ser muito mais trabalhoso ter que combinar canais estéreo em mono do que simplesmente usar uma fita mono que já está pronta...

       Mas o fato é que, apesar de tudo, não cabe dizer o chavão "isso é coisa de brasileiro" pois lançar discos em falso-mono era ato comum em vários outros países do mundo, incluindo os EUA.

 


24 - CS: Lady Madonna / The Inner Light
      Este disco foi lançado no Brasil, em mono, em um compacto-simples.

      O lado A foi lançado em estéreo nos discos "Hey Jude" (1970) e "The Beatles 1967-1970" (1973).

      Até 2009 a música podia ser encontrada em estéreo, no CD "The Beatles 1967-1970", conhecido como "Blue Album".

       As duas músicas foram lançadas com os mixes mono originais Ingleses no compacto-simples.


25 - CS: Hey Jude / Revolution
      Este disco foi lançado no Brasil, em mono, em um compacto-simples.

      As músicas foram lançadas em estéreo nos discos "Hey Jude" (1970), "The Beatles 1967-1970" (1973), "Rock And Roll Music" (9176) e "The Beatles Ballads" (1980).

      Até 2009 as músicsa podias ser encontradas em estéreo, nos CDs "The Beatles 1967-1970", conhecido como "Blue Album" e "Past Masters Vol.2".

       As duas músicas foram lançadas com os mixes mono originais ingleses.

 

26 - LP: The Beatles
      Este disco foi lançado no Brasil, em mono, distribuído em um compacto-simples e um LP ("The Beatles").

      Um ano depois era lançado em estéreo no Brasil.

      Além do disco, as músicas "Back In The U.S.S.R.", "While My Guitar Gently Weeps", "Ob-la-di, Ob-la-da", "Helter Skelter" e "Birthday" foram lançadas, em estéreo, nos discos "The Beatles 1967-1970" (1973) e "Rock And Roll Music" (1976).

      Até 2009 , as músicas eram encontradas em estéreo nos CDs "The Beatles" e "The Beatles 1967-1970", conhecido como "Blue Album"

       As duas músicas do compacto-simples estavam em "falso-mono".

       Lançado originalmente no Brasil em falso-mono. Essa edição vinha com o já famoso defeito de rotação em Revolution 1. Na época todo mundo achava que os Beatles tinham gravado assim mesmo, ainda mais porque nessa época os Beatles estavam sempre experimentando novos sons como intrumentos de trás-pra-frente, etc. E não seria nada anormal se tivessem realmente aumentado a velocidade da gravação no meio da música (!).

       Quando o disco saiu em stereo verdadeiro (SXBTL 1005/6), mais ou menos um ano depois, o problema foi corrigido. Esse, sem dúvida, foi um dos lançamentos da Odeon mais fiéis ao original inglês tendo incluído tanto o poster quanto as quatro fotos coloridas dos Beatles.

       Curiosidade: existe uma edição do "Álbum Branco" do final dos Anos 1970 / início dos 1980 em que o poster de um lado traz as letras e do outro, em vez de trazer a colagem, traz as 4 fotos dos Beatles em tamanho gigante. É bem rara essa edição.

 

27 - LP: Yellow Submarine
      Este disco foi lançado no Brasil, em mono, em LP ("Yellow Submarine").

      Poucos meses depois era lançado em estéreo.

      Até 2009, o CD "Yellow Submarine" estava disponível em estéreo. Depois vieram as edições remasterizadas.

       O master mono desse disco, contrariando os princípios da EMI inglesa, foi feita a partir do master estéreo.

       Foi a primeira vez que esse recurso foi utilizado em um álbum dos Beatles na Inglaterra.

       O curioso é que as 4 músicas inéditas do disco ("All Together Now", "It's All Too Much", "Hey Bulldog" e "Only a Northern Song") já tinham sido mixadas para mono e esses mixes estavam guardados nos arquivos esperando pelo lançamento mas, entretanto, nunca foram utilizados (oficialmente, pelo menos).

       A edição nacional foi igual à versão mono inglesa, ou seja, em falso-mono. O álbum foi lançado em estéreo verdadeiro no Brasil alguns meses depois (SBTL 1007).

 

28 - CS: Get Back / Don't Let Me Down
      Este disco foi lançado no Brasil, em mono, em um compacto-simples.

      As duas músicas foram lançadas em estéreo no LP "The Beatles 1967-1970" (1973). O Lado A saiu também nos LPs "Hey Jude" (1970) e "Rock And Roll Music" (1976).

      Até 2009, as músicas estavam em estéreo nos CDs "The Beatles 1967-1970", conhecido como "Blue Album" e "Past Masters Vol.2".

       Os dois lados estão nos seus mono mixes originais ingleses (nos EUA esse single saiu já em estéreo; na Inglaterra, o primeiro compacto em estéreo seria o "The Ballad of John & Yoko").

       Curiosidade: há duas versões deste compacto lançadas em 1969: uma com os dois lados creditados a apenas The Beatles e outra com os dois lados creditados a The Beatles with Billy Preston (como era na Inglaterra e nos EUA).

       Como as duas versões tem matrizes idênticas, fico sem saber qual das duas saiu primeiro ou se as duas foram lançadas ao mesmo tempo. Mas há um indício de que a versão original é a que faz menção a Billy Preston.

       Todos os relançamentos do compacto saíram sem crédito a ele.

 

29 - CS: The Ballad Of John And Yoko / Old Brown Shoe
      Este disco foi lançado no Brasil, em mono, em um compacto-simples.

      As duas músicas foram lançadas em estéreo nos LPs "Hey Jude" (1970) e "The Beatles 1967-1970" (1973).

      Até 2009, as músicas estavam em estéreo nos CDs "The Beatles 1967-1970", conhecido como "Blue Album" e "Past Masters Vol.2".

       As músicas acima estão em falso-mono.

       A versão do compacto de "The Ballad of John And Yoko" tem a batida final de Paul em som alto. Já a versão que saiu no LP "Hey Jude" da Capitol veio com o volume da batida final diminuído.

       A versão do compacto brasileiro é igual ao do compacto Inglês, ou seja, com a batida do final alta.

       Nota: em CD a versão com a batida alta só está disponível na caixa "Singles Collection" e no "One".

      Todos os outros CDs que incluem essa música trazem o mix com a batida final em volume baixo).

 

30 - LP: Abbey Road
      Este disco foi lançado no Brasil, em mono e estéreo, distribuído em um compacto-simples e um LP ("Abbey Road").

      As músicas do compacto-simples saíram em "falso-mono", mas estavam na versão em estéreo do LP.

      Até 2009, o disco podia ser encontrado em estéreo, no CD "Abbey Road". Em seguida vieram as edições remasterizadas.

       Primeiro LP dos Beatles a ser lançado no Brasil em versões mono e estéreo (verdadeiro) ao mesmo tempo, sendo que a versão mono era a versão estéreo com os canais combinados.

       E o curioso é que se nota que a junção dos dois canais não ficou muito bem feita, já que na música "You Never Give Your Money", por exemplo, tem pontos que o vocal de Paul quase some...

       Outro mistério é que a versão estereo original brasileira (com selo "estereofônico" na capa) lista "Her Majesty" no selo do lado 2, mas as edições posteriores não.

       A versão mono também não traz "Her Majesty" listada no selo.

 

31 - LP: Hey Jude
      Este disco foi lançado no Brasil, em mono e estéreo, no LP ("Hey Jude").

      As músicas ""Can't Buy Me Love", "Paperback Writer", "Rain", "Lady Madonna", "Revolution", "Hey Jude", "Old Brown Shoe", "Don't Let Me Down" e "The Ballad Of John And Yoko" estavam disponíveis em estéreo nos discos "The Beatles 1962-1966" (1973), "The Beatles 1967-1970" (1973), "Rock And Roll Music" (1976), "Past Masters Vol. 1" (1989) e "Past Masters Vol.2" (1989).

      Até 2009, estavam dispioníveis nos CDs "The Beatles 1962-1966", "The Beatles 1967-1970", "Past Masters Vol. 1", "Past Masters Vol.2" e "1".

       Esse LP foi feito com a intenção de colocar em LP músicas que até então só eram disponíveis em compacto pela Capitol nos EUA (apesar de esquecerem de incluir várias). E como muitos desses compactos não haviam sido ainda mixados em stereo, a Capitol fez um pedido especial à EMI inglesa que tratou de prepará-los especialmente para o "Hey Jude".

       As músicas em questão eram: "Rain", "Lady Madonna", "Revolution" e "Hey Jude". Foram mixadas em estéreo em Janeiro de 1969. "The Ballad of John and Yoko" também aparece num mix estéreo sutilmente diferente em relação ao mix do compacto. O toque de bateria de Paul que encerra a faixa no compacto aparece em volume alto, mas no "Hey Jude" está com o volume reduzido.

       As quatro faixas restantes aparecem nos seus mixes estéreo originais.

       O LP "Hey Jude" também foi lançado no Brasil em mono e em estéreo ao mesmo tempo. A versão mono, assim como no "Oldies", foi compilada aqui e traz os mixes mono originais dos singles, exceto, é claro, "The Ballad Of John & Yoko" e "Old Brown Shoe" que estão em falso-mono. "Rain" aparece com um barulho esquisito antes de começar, algum problema na masterização.

       Essa versão mono nacional é bem rara hoje em dia. É com (quase) certeza a única versão desse álbum no mundo a usar mixes mono originais.

 

31 - CS: Let It Be / You Know My Name (Look Up The Number)
      Este disco foi lançado no Brasil, em mono, em um compacto-simples.

      O lado A estava disponível em estéreo no disco "The Beatles 1967-1970" (1973), "The Beatles Ballads" (1980) e "Past Masters Vol.2" (1989).

      Até 2009, podia ser encontrada em estéreo, nos CDs "The Beatles 1967-1970", conhecido como "Blue Album" e "Past Masters Vol.2"

       "You Know My Name" está em seu mix mono original (essa música só sairia em estéreo em 1996 no álbum "Anthology 3" e mesmo assim numa versão longa.

       A versão do compacto, entretanto, jamais foi lançada em estéreo).

       "Let It Be" vem em falso-mono, como era de se esperar. Esse mix falso-mono de "Let It Be" também saiu em vários outros países, incluindo o Japão.

 

32 - LP: Let It Be
      Este disco foi lançado no Brasil, em mono e estéreo, distribuído em dois compactos-simples e um LP ("Let It Be").

      Até 2009 , o CD podia ser encontradas em estéreo. Depois veio a edição remasterizada.

       Lançado em falso-mono e em estéreo (verdadeiro) ao mesmo tempo.

 

33 - CS: The Long And Winding Road / For You Blue
      Este disco foi lançado no Brasil, em mono, em um compacto-simples.

      As duas músicas foram lançadas em estéreo no LP "Let It Be" (1970).

      Até 2009 , o CD podia ser encontradas em estéreo. Depois veio a edição remasterizada.

       Todas as duas também lançadas em falso-mono.

 


      Com base nos dados acima, temos:

"Blue Jay Way", "Your Mother Should Know" e "The Fool On The Hill" foram lançadas em estéreo em 1972.

"Strawberry Fields Forever", "Penny Lane", "All You Need Is Love", "Hello Goodbye", "I Am The Walrus" e "Magical Mystery Tour" foram lançadas em estéreo em 1973.

"Thank You Girl", "It Won´t Be Long", "All I´ve Got To Do", "Don´t Bother Me", "Little Child", "Please Mr. Postman", "Hold Me Tight", "You Really Got A Hold On Me", "Devil In Her Heart" e "Not A Second Time" foram lançadas em estéreo em 1975 .

"Every Little Thing" foi lançadas em estéreo pela primeira vez no Brasil em 1975.

"She's A Woman" foi lançada, em mono, pela primeira vez em 1975.

"Flying" e "Blue Jay Way" foram lançadas em estéreo em 1976.

      E quinze músicas que NUNCA foram lançadas no Brasil, em estéreo, até a era dos CDs (no caso do disco "A Hard Day's Night", apenas quando os CDs foram remasterizados): "I´m Happy Just To Dance With You", "Tell Me Why", "I´ll Cry Instead", "Things We Said Today", "When I Get Home", "She's A Woman", "You Won't See Me", "Think For Yourself", "The Word", "What Goes On", "I'm Looking Through You", "Wait", "If I Needed Someone", "Run For Your Life" e "The Inner Light".